Em 2016, Warren Buffet já dava conta da pressão que a Walmart estava a sentir por parte dos seus concorrentes (principalmente da Amazon)…

… e da tendência de queda das margens operacionais…

… e em 2018 vendeu o resto da posição que mantinha há mais de 20 anos.

Perante isto, e sabendo que a Amazon se está a preparar para o futuro, não começo esta análise com grande entusiasmo. Mas vamos ver…

Apresentação

A Walmart começou pequena, com uma única loja de descontos e a simples ideia de “vender mais por menos”. Nos últimos 50 anos cresceu e se tornou a maior retalhista do mundo. A cada semana, quase 265 milhões de clientes visitam as suas lojas (cerca de 11.500), que estão localizadas em 27 países, e websites de comércio electrónico.

A empresa tem três segmentos de negócio: Walmart U.S., Walmart International e Sam’s Club.

  • Walmart U.S.

Este é o maior segmento, com operações em 50 Estados americanos, disponibilizando vários canais aos seus clientes, integrando as lojas físicas com as plataformas de eCommerce. Algumas lojas estão abertas 24 horas por dia. A Walmart U.S. divide-se em três unidades de negócio – mercearia, saúde e bem-estar e mercadoria geral:

  • Walmart International

Este é o segundo maior segmento, operando em 26 países fora dos EUA (principalmente México, Reino Unido, Canadá e China)…

… estando dividido em três unidades de negócio – retail, wholesale and other. Em termos de venda de produtos, a estratégia é similar à da Walmart U.S., mas com marcas próprias adaptadas aos mercados locais:

  • Sam’s Club.

Sam´s Club. é o segmento dedicado ao comércio grossista que exige o pagamento de taxas de filiação, onde os membros beneficiam de descontos, recompensas, envios gratuitos, entre outras vantagens:

Há duas taxas de filiação – a Club Membership de $45 e a Plus Membership de $100 (com cash reward de 2%):

Em termos percentuais, cada um dos segmentos gera:

  • Walmart U.S. – 66% de Receita (com destaque para a grocery, que representa 36% da Receita total)
  • Walmart International – 23% de Receita
  • Sam´s Club. – 11% de Receita

Principais Accionistas

A Walton Enterprises (o family office de Sam e Helen Walton, a família fundadora) detém o controlo da Walmart com 50,14% de participação:

Gráfico de Longo Prazo

Onde está a crise de 2008 no gráfico da cotação? Nem se vê! Quando a acção sobe demasiado, costuma lateralizar durante vários anos. Veja-se o que aconteceu após o ano de 1993 e 2000 (será que estamos num novo topo?):

Evolução do Número de Acções e Valor de Mercado

O Market Cap é de $386 B. O número de acções caiu de forma constante (mais de 30% em 15 anos)…

… mas a empresa tem reduzido a quantidade de buybacks, enquanto o preço da acção sobe:

Informação Financeira

Se não estou em erro, a Walmart é a maior empresa do mundo em termos de Receita…

…$542 B ttm!!! Isto é mais do dobro do PIB português. O lucro recuperou das quedas anteriores, graças (em parte) aos cheques que o Trump deu aos americanos, nesta última pandemia…

… mas o Lucro Operacional foi semelhante ao dos anos passados, tendo a variação do Lucro Líquido do ano fiscal de Janeiro de 2018, 2019 e 2020 sido motivada por ganhos e perdas extraordinárias (o último Relatório e Contas anual não descreve o conteúdo da rúbrica Other gains and losses):

A dívida líquida está controlada, apesar do custo da dívida financeira impactar, normalmente, cerca de 10% do lucro operacional (pois as margens de lucro são apertadas):

Desenvolvimento

A Walmart está a sofrer uma forte pressão da Amazon, que é uma empresa muito eficiente, em crescimento e tecnologicamente desenvolvida. Para se manter na liderança, a Walmart vai ter muito que investir, e isso vai certamente afectar a sua rentabilidade nos próximos anos. Mas os seus planos já estão em andamento, com o investimento no eCommerce, na eficiência da distribuição, na gestão de stocks, no aumento das parcerias, etc., prometendo fazer a vida dura à Amazon (ao contrário dos investidores, os clientes é que ganham):

Os vários rácios de valorização mostram que a cotação está alta, tal como o Price-to-Sales

… o Price-to-Earnings

… e o Dividend Yield:

As perspectivas de crescimento são boas, mas tudo indica que a acção está cara – o PER25 já está em 20,2 ($136/$6,73):

Conclusão

A Walmart é uma gigante do comércio retalhista e grossista que está a tentar adaptar-se à realidade do comércio online. Para conseguir praticar preços baixos e derrubar a concorrência, a empresa mantém as suas margens de lucro apertadas (o ponto negativo: elas estão a diminuir). Actualmente, eu faria o mesmo que Warren Buffett (desinvestia), pois o processo de adaptação ao novo mercado, a concorrência da Amazon e o alto preço da acção tornam o investimento arriscado (pelo menos a médio prazo).  

Por decisão pessoal, o autor do texto não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico

 

Disclaimer

Esta publicação é para efeitos meramente informativos e educacionais e não deverá ser entendida como uma recomendação para comprar ou vender acções.

Se entender esta publicação como uma recomendação, tenha em conta que ela é generalista e poderá não ser adequada ao seu perfil de risco, que é único. A sua situação financeira individual não foi tida em consideração pelo Autor da análise, que desconhece o perfil de risco e objectivos de cada um Subscritores do BorjaOnStocks.

Se necessitar de conselhos financeiros personalizados, procure sempre os serviços de um profissional devidamente credenciado e autorizado pela CMVM.

O BorjaOnStocks e a sua Equipa não assumem qualquer responsabilidade por eventuais perdas ou ganhos resultantes da informação obtida nesta publicação.

Esta publicação é propriedade intelectual de BBTOP20 – Produção de Conteúdos, Lda e destinada apenas aos Subscritores do site BorjaOnStocks. As informações e opiniões contidas nesta publicação são confidenciais. É proibida a sua transmissão ou difusão, em todo ou em parte, sem autorização expressa.

Consulte o Disclaimer completo do Borja on Stocks.

Este post tem um comentário

  1. Paulo Reis

    Obrigado. Tenho estado a olhar outros retalhistas como a Dollar General e seria bom se possível ter uma análise do César. Obrigado

Comentários encerrados.

mercado americano

Preparado para INVESTIR nas MELHORES AÇÕES?