PayPal… em bitcoins?

Boa tarde, caros subscritores.

Hoje vou analisar uma das maiores empresas de pagamentos electrónicos do mundo – a Paypal:

Em 1999, Elon Musk (o fundador da Tesla) co-fundou a X.com. Esta empresa fundiu-se com a Confinity, que tinha um serviço de transferência de dinheiro chamado PayPal, que acabou por dar o nome à própria empresa. Em 2002, a eBay adquiriu a PayPal por $1,5 B, dos quais Musk recebeu $165 M. Acho que foi nessa altura (ou um pouco antes) que criei a minha conta no PayPal e nunca tive problemas. Curiosamente, Musk comprou, em 2017, o domínio x.com do PayPal por um montante não revelado, justificando a compra com motivos de carácter sentimental. O site é mesmo curioso:

Apresentação

Em 2015, a eBay fez um spin-off da PayPal Holdings, tornando-a independente. Provavelmente, muitos de vós já usaram a plataforma…

… que serve tanto os compradores, como os vendedores, nas transacções comerciais:

Apesar da concorrência (a Venmo foi comprada pela Paypal em 2013)…

… a Paypal é líder de mercado, com uma enorme vantagem competitiva – escala, efeito de rede, segurança, etc.:

O número de contas activas não pára de aumentar:

Uma das grandes vantagens do sistema de pagamento é a protecção dada ao comprador, através de esquemas de reembolso…

… e ao vendedor:

A possibilidade de transaccionar cryptocurrencies é uma das grandes novidades que está para chegar ao Paypal (os americanos já podem usar)…

… e o serviço está a ser implementado com a ajuda de uma empresa externa – a Paxos:

Também foi lançado o serviço “Compra agora e paga depois” (sem juros), somente disponível em alguns países:

Principais Accionistas

Não há accionistas com controlo ou influência significativa:

Gráfico de Longo Prazo

Estive a ler algumas das «perguntas e respostas» do Anual Meeting 2020 e pude constar que a empresa não pretende pagar dividendos, somente buybacks

… potenciando a subida das cotações:

Evolução do Número de Acções e Valor de Mercado

Cá estão os buybacks, desde 2015:

O Market Cap actual é de $252 B.

Informação Financeira

O período de confinamento potenciou a subida do PSR, que está em valores nunca antes vistos…

… e tanto a Receita como o Lucro foram os maiores de sempre:

As margens operacionais são muito estáveis (não consegui perceber a queda da margem bruta; provavelmente está relacionada com o aumento dos gastos com transacções)…

… e o ROE tem aumentado…

… devido ao efeito das treasury shares no Balanço:

A dívida de longo prazo está perfeitamente coberta por activos líquidos:

Desenvolvimento

Um estudo realizado pela PYMNTS revelou uma mudança na forma como os consumidores vêem os pagamentos online, que estão a ganhar cada vez mais relevância, principalmente neste período de “quase” pós-pandemia…

… o que fez o PER saltar para…

… 80!

As estimativas dos analistas colocam o PER23 em 31:

Isto está muito esticado!

Conclusão

A PayPal é uma holding que mantém uma posição de liderança no segmento das plataformas de pagamentos online, através das suas marcas (a Paypal , a Venmo, que está a crescer bastante, etc.)…

… embora na China a realidade seja outra (WeChatPay, AliPay…). Apesar da competição, o PayPal ainda mantém as vantagens competitivas do efeito de rede, da marca, entre outras. Uma excelente empresa num excelente momentum (pós-Covid19) tem o seu preço: o PSR de 12, o PER de 80 e o PER23 de 31 estão em máximos históricos. 

Por decisão pessoal, o autor do texto não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico

 

Disclaimer

Esta publicação é para efeitos meramente informativos e educacionais e não deverá ser entendida como uma recomendação para comprar ou vender acções.

Se entender esta publicação como uma recomendação, tenha em conta que ela é generalista e poderá não ser adequada ao seu perfil de risco, que é único. A sua situação financeira individual não foi tida em consideração pelo Autor da análise, que desconhece o perfil de risco e objectivos de cada um Subscritores do BorjaOnStocks.

Se necessitar de conselhos financeiros personalizados, procure sempre os serviços de um profissional devidamente credenciado e autorizado pela CMVM.

O BorjaOnStocks e a sua Equipa não assumem qualquer responsabilidade por eventuais perdas ou ganhos resultantes da informação obtida nesta publicação.

Esta publicação é propriedade intelectual de BBTOP20 – Produção de Conteúdos, Lda e destinada apenas aos Subscritores do site BorjaOnStocks. As informações e opiniões contidas nesta publicação são confidenciais. É proibida a sua transmissão ou difusão, em todo ou em parte, sem autorização expressa.

Consulte o Disclaimer completo do Borja on Stocks.

análises relacionadas