Netflix: do DVD ao streaming

O Netflix (provavelmente, todos conhecem) é o maior serviço mundial de streaming por assinatura. Devido ao lockdown em todo o mundo, com as pessoas fechadas em casa, o número de subscritores aumentou, fazendo elevar o preço das acções para novos patamares:

Netflix ( NFLX - NASDAQ): gráfico da evolução da cotação em 2020

O meu tempo é escasso; até agora só vi um documentário na Netflix, num trial que subscrevi há uns meses… não tenho, portanto, muita experiência na coisa.

Apresentação

A Netflix é a maior empresa de streaming por assinatura, com mais de 195 milhões de subscritores

… em mais de 190 países, desfrutando de séries de TV, documentários e filmes. O número de subscritores cresce trimestre após trimestre…

… e o último trimestre (3Q – 2020) não foi excepção – o serviço cresceu em todas as zonas geográficas (relativamente ao período homólogo), principalmente na Ásia-Pacífico:

  • United States and Canada (UCAN): 73 milhões de subscritores (+9%)
  • Europe, Middle East, and Africa (EMEA): 62 milhões de subscritores(+31%)
  • Latin America (LATAM): 36 milhões de subscritores de subscritores(+24%)
  • Asia-Pacific (APAC): 24 milhões de subscritores (+62%)

Os membros podem assistir o quanto quiserem, a qualquer hora, em qualquer lugar e em qualquer tela conectada à Internet (TV, computador, smartphone, etc.), tudo sem publicidade. Esta é a visão da empresa – as pessoas querem assistir a conteúdo, mas não querem a experiência linear da TV:

Netflix’s View: streaming entertainment is replacing linear TV

Curiosamente, a Netflix começou como um serviço de aluguer de filmes em formato físico…

… e ainda hoje, mais de dois milhões de membros assinam o antigo serviço de DVD por correio (filmes e jogos) nos Estados Unidos :

O serviço DVD-by-mail tem vindo a desaparecer, e já só representava 1,47% da Receita total de 2019 (caiu 19% face a 2018):

No terceiro trimestre de 2020, já só representava 0,91% (caiu 19%, face ao período homólogo):

A maioria dos custos estão relacionados com a aquisição, licenciamento e produção de conteúdo…

… e o investimento em estúdios de produção não tem parado, pois a empresa pretende continuar a lançar conteúdo exclusivo para liderar a posição em relação aos seus principais concorrentes:

Netflix ( NFLX - NASDAQ): principais concorrentes

Principais Accionistas

Os maiores accionistas são investidores institucionais:

Principais acionistas Netflix ( NFLX - NASDAQ)

Gráfico de Longo Prazo

Quantos bags? Mínima a $0,32 em 2002 e máxima a $575,37 em 2020:

Gráfico de longo prazo da Netflix ( NFLX - NASDAQ)

Evolução do Número de Acções e Valor de Mercado da Netflix

Vamos ver se os fundamentais batem certo com este Market Cap de $231,76 B:

Netflix ( NFLX - NASDAQ): gráfico da evolução do número de ações e capitalização bolsista

Informação Financeira

Nos últimos anos, a Receita tem crescido 31% CAGR…

Netflix ( NFLX - NASDAQ): gráfico da evolução da receita desde 2005

… e o lucro finalmente levantou voo em 2017:

Netflix ( NFLX - NASDAQ): gráfico da evolução do lucro desde 2005

A diferença entre o Lucro Líquido e o Free Cash Flow (que era negativo, mas já entrou novamente em terreno positivo)…

… está relacionada com uma coisa que em contabilidade se chama “amortização”; ou seja, a Netflix estoura o dinheiro na produção de conteúdo e só depois é que esse custo é suavemente amortizado durante a vida útil do activo, representando um gasto na Demonstração de Resultados. Se houver perdas por imparidade, elas vão reflectir esses Free Cash Flows negativos. O Grupo prevê, no longo prazo, diminuir esses custos da Receita:

Over the long run, we believe self-producing is less expensive (including cost of capital) than licensing a series or film, as we work directly with the creative community and eliminate additional overhead and fees. In addition, we own the underlying intellectual property, providing us with global rights and more business and creative control.

O endividamento da empresa é baixo:

Netflix ( NFLX - NASDAQ): Endividamento

Desenvolvimento

A visão do futuro está traçada e o plano de negócios também. Trata-se agora de saber se a empresa vai continuar a aumentar o número de subscritores do serviço. Os 73 milhões de subscritores americanos e canadianos formam cerca de 20% da população total dos dois países (que está em tendência ascendente):

O número médio de pessoas por habitação nos EUA é de 2,53 :

Estatisticamente não se pode concluir nada daqui, mas é possível intuir que mais de 50% das famílias tenham Netflix na América do Norte. Esse número pode crescer? Pode, mas o número actual de membros já é alto. Noutras zonas geográficas o potencial de crescimento é maior (principalmente na Ásia-Pacífico).

A pandemia deu um impulso à cotação; os rácios de valorização nunca estiveram tão altos:

  • Price-to-Sales:

Netflix ( NFLX - NASDAQ): PSR

  • Enterprise Value / EBITDA:

Netflix ( NFLX - NASDAQ): EV/EBITDA

A empresa ainda não provou que a geração de dinheiro para os accionistas justifica o crescimento actual da acção. Como a empresa não distribui dividendos, nem costuma realizar grandes recompras de acções próprias, podemos considerar o crescimento do book value como uma medida da geração de caixa. Veja-se a diferença entre o crescimento da cotação e do book value:

Netflix ( NFLX - NASDAQ): Valor contabilístico por ação vs preço da ação

O PER24 está a 24,97, mas o Free Cash Flow vai, provavelmente, continuar muito baixo ou negativo nos próximos anos:

Balanço Netflix NASDAQ: NFLX

Conclusão

O Netflix é o serviço de streaming mais usado no mundo. O PER previsional para 2020 está em 81 devido ao crescimento da empresa (principalmente durante o período de confinamento). Mas cuidado! Em 2000, o lucro de muitas empresas tecnológicas também crescia a duplos dígitos e parou de crescer. Considerando o EPS20 de $6,27 e a taxa das obrigações corporativas AAA de 2,25%, eu não pagaria mais de $279 pela acção (6,27/0,0225). Não estou a dizer que pagaria $279, mas a definir a margem de segurança.  

Por decisão pessoal, o autor do texto não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico

 

Disclaimer

Esta publicação é para efeitos meramente informativos e educacionais e não deverá ser entendida como uma recomendação para comprar ou vender acções.

Se entender esta publicação como uma recomendação, tenha em conta que ela é generalista e poderá não ser adequada ao seu perfil de risco, que é único. A sua situação financeira individual não foi tida em consideração pelo Autor da análise, que desconhece o perfil de risco e objectivos de cada um Subscritores do BorjaOnStocks.

Se necessitar de conselhos financeiros personalizados, procure sempre os serviços de um profissional devidamente credenciado e autorizado pela CMVM.

O BorjaOnStocks e a sua Equipa não assumem qualquer responsabilidade por eventuais perdas ou ganhos resultantes da informação obtida nesta publicação.

Esta publicação é propriedade intelectual de BBTOP20 – Produção de Conteúdos, Lda e destinada apenas aos Subscritores do site BorjaOnStocks. As informações e opiniões contidas nesta publicação são confidenciais. É proibida a sua transmissão ou difusão, em todo ou em parte, sem autorização expressa.

Consulte o Disclaimer completo do Borja on Stocks.

mercado americano

Preparado para INVESTIR nas MELHORES AÇÕES?