Estará a Dycom também subavaliada?

1. Contexto

Podemos dizer que esta semana tem vindo a ser produtiva, tendo em conta que as duas empresas analisadas são interessantes:

Estará a Tutor Perini subavaliada?

O que motivou a desvalorização recente da Primoris?

Para a sessão de hoje trago a Dycom Industries que foi mencionada na análise à MYR Group:

A electricidade e a MYR Group

O valor de mercado da Dycom é de $2.060 M, o que faz dela a terceira maior cotada da indústria Building – Heavy Construction, sendo que as duas seguintes possuem valores de mercado acima dos $6.000 M.

2. Apresentação

A MYR Group estava focada nas linhas eléctricas enquanto a Dycom está focada nas redes de telecomunicações, sendo que os seus principais clientes são a Verizon, Lumen, Comcast e a AT&T.

Estará a Dycom também subavaliada? 1 - Borja On Stocks

As vendas estão fortemente concentradas em cinco clientes, os quais, em suma representam 74% do total das vendas:

Estará a Dycom também subavaliada? 2 - Borja On Stocks

A empresa também fornece alguns serviços às distribuidoras de gás natural, porém o peso deste segmento é muito baixo:

Estará a Dycom também subavaliada? 3 - Borja On Stocks

A Dycom planeia, gere e realiza os projetos relacionados com as redes de telecomunicações. Porém, não me refiro apenas às linhas que nós conseguimos ver, mas também às antenas e às linhas que passam debaixo do solo.

Podemos dizer que grande parte das vendas da Dycom são recorrentes, pelo menos durante o tempo estipulado nos contratos celebrados:

Estará a Dycom também subavaliada? 4 - Borja On Stocks

Reparem no aumento de dados utilizados por cada subscritor:

Estará a Dycom também subavaliada? 5 - Borja On Stocks

Eu não recebi um Magalhães na escola, porém recebi um Toshiba pelo programa e-escolas que vinha com um contrato com a tmn. Eu não me queixava da velocidade, mas o limite de internet que podia utilizar era de apenas 1 GB por mês. Se não estou erro, isto nem foi há mais de dez anos atrás… ainda me lembro quando finalmente comecei a ter net ilimitada em casa. Agora o consumo é de 480 GB por mês, mas atenção que estamos a falar de médias.

Eu diria que a evolução do backlog provavelmente diz-nos em que anos é que a Dycom realizou aquisições e expandiu o seu negócio:

Estará a Dycom também subavaliada? 6 - Borja On Stocks

A Dycom é a empresa mãe com mais de 40 subsidiárias a operar nos EUA:

Estará a Dycom também subavaliada? 7 - Borja On Stocks

2.1 Acionistas

Estará a Dycom também subavaliada? 8 - Borja On Stocks

Steven Nielsen é o CEO da Dycom que ocupa o cargo desde março de 1999 e tem agora 57 anos.

3. Contexto Histórico

A Dycom foi incorporada em 1969 e estreou-se em bolsa em junho de 1984. O relatório mais antigo no site da SEC é de 1995.

3.1 Valor de Mercado e Número de Ações

A Dycom tinha vindo a recomprar ações desde 2005…

Estará a Dycom também subavaliada? 9 - Borja On Stocks

…porém, nos últimos anos não foram recompradas grandes quantidades das mesmas. As ações não são mantidas no balanço. Na apresentação mais recente é referido que a gestão tem autorização para recomprar $150 M de ações até Agosto de 2022. Tendo em conta o valor de mercado atual, seria possível recomprar 7,3% das ações. Olhando para a evolução do valor de mercado, podemos ver que os investidores da Dycom também foram afetados pela bolha das “.com”.

3.2 Top Line

Estará a Dycom também subavaliada? 10 - Borja On Stocks
Reparem que o eixo dos anos passa de julho2017 para jan2019, esta situação aconteceu porque a Dycom alterou o período de apresentação de contas e começou a apresentar de janeiro a janeiro. Esta situação fez com que a Dycom apresentasse um relatório referente ao seis meses entre jul2017 e jan2018.

A tendência das vendas é claramente ascendente, porém com alguns períodos de estagnação. O CAGR das vendas para o período total em análise é de 11,2%. De seguida apresento o CAGR dos outros períodos:

Estará a Dycom também subavaliada? 11 - Borja On Stocks

Os analistas estão moderadamente optimistas e projetam um CAGR entre 2020 e 2023 na ordem dos 6,2%.

Apesar do PSR médio dos últimos 5 e 10 anos estarem muito perto um do outro, houve bastante volatilidade:

Estará a Dycom também subavaliada? 12 - Borja On Stocks

Sendo que o rácio inicialmente se expandiu até aos 1,2, mas depois contraiu até aos 0,4.

3.3 Bottom Line

Estará a Dycom também subavaliada? 13 - Borja On Stocks

Tendo em conta que Dycom não cresce apenas organicamente, mas também à custa das aquisições, seria de esperar que algumas corressem melhor do que outras. A Dycom reconheceu imparidades em dois períodos: 2009 e 2021. Em termos de PER, a Dycom possui o maior rácio das empresas já analisadas.

3.4 Margens

Estará a Dycom também subavaliada? 14 - Borja On Stocks

As margens têm vindo a diminuir ao longo dos anos. A margem líquida dos últimos três anos tem vindo a diminuir, mesmo tendo em conta que a margem operacional quase não se alterou.

3.5 Balanço e Fluxos de Caixa

O balanço mais recente conta com $331 M em cash, $62 M em dívidas financeiras correntes e ainda com $835 M em dívidas financeira não correntes. Desta forma, a dívida líquida é de $566 M. Os analistas projetam um EBITDA na ordem dos $290 M, ou seja o Net Debt to EBITDA é de 1,95. A dívida possui um longo prazo de maturidade:

Estará a Dycom também subavaliada? 15 - Borja On Stocks

A Dycom não apresenta problemas de liquidez já que o seu ativo corrente é de $1.498 M e o passivo de curto prazo é de $436 M. O ativo corrente é maioritariamente composto por cash, equivalentes e accounts receivables que no total perfazem $1.199 M do ativo corrente.

O capital próprio é de $810 M e é maioritariamente composto por ganhos acumulados:

Estará a Dycom também subavaliada? 16 - Borja On Stocks

Os fluxos de caixa da Dycom são os seguintes:

Estará a Dycom também subavaliada? 17 - Borja On Stocks

No último ano a Dycom recomprou $100 M de ações próprias, refinanciou parte da dívida e amortizou $402 M de obrigações. Porém, no trimestre mais recente a empresa contraiu uma nova dívida financeira. À primeira vista parece que a Dycom fez aquisições recentemente, porém grande parte dos fluxos de caixa de investimento são Capital Expenditures. As principais aquisições foram feitas em 2013 e 2016, sendo que no primeiro ano o valor da aquisição foi de $330 M e no segundo foi de $157 M.

4. Conclusão

Estará a Dycom também subavaliada? 18 - Borja On Stocks

Tendo em conta os rácios analisados, a Dycom aparenta estar corretamente avaliada pelo mercado. A gestão não apresenta nenhum plano a 3 – 5 anos e o balanço, apesar de não estar fragilizado, não está preparado para a realização de novas aquisições (não quer dizer que gestão não as faça).

Estará a Dycom também subavaliada? 19 - Borja On Stocks

 

Disclaimer

Esta publicação é para efeitos meramente informativos e educacionais e não deverá ser entendida como uma recomendação para comprar ou vender ações.

Se entender esta publicação como uma recomendação, tenha em conta que ela é generalista e poderá não ser adequada ao seu perfil de risco, que é único. A sua situação financeira individual não foi tida em consideração pelo Autor da análise, que desconhece o perfil de risco e objetivos de cada um Subscritores do Borja on Stocks.

Se necessitar de conselhos financeiros personalizados, procure sempre os serviços de um profissional devidamente credenciado e autorizado pela CMVM.

O Borja on Stocks e a sua Equipa não assumem qualquer responsabilidade por eventuais perdas ou ganhos resultantes da informação obtida nesta publicação.

Esta publicação é propriedade intelectual de BBTOP20 – Produção de Conteúdos, Lda e destinada apenas aos Subscritores do site Borja on Stocks. As informações e opiniões contidas nesta publicação são confidenciais. É proibida a sua transmissão ou difusão, em todo ou em parte, sem autorização expressa.

Consulte o Disclaimer completo do Borja on Stocks.

Outras análises à mesma empresa

Análises Relacionadas

ANÁLISES MAIS RECENTES

Bem-vindo de volta!

Recupere a sua palavra-passe

Por favor, insira o seu nome de utilizador ou email para redefinir a sua palavra-passe.

Iniciar sessão