Adobe: subindo até às nuvens

Bom dia, caros subscritores.

O (fenómeno) “Covid” acelerou o processo de digitalização que já vinha a ocorrer há uns anos nas empresas…

Análise às ações da Adobe

… e elevou as acções da Adobe para novos máximos:

Gráfico anual da Adobe Inc - NASDAQ

Li alguns relatórios de research a indicar que, mesmo assim, as acções estavam baratas. Vamos ver…

Apresentação

A Adobe Inc. foi fundada em 1982, e é uma das maiores e mais diversificadas empresas de software do mundo. Programas como o Acrobat Reader, Photoshop, Premiere Pro, Dreamweaver, entre outros, que constituem parte do seu portefólio, são-nos muito familiares:

Os seus produtos e serviços são usados ​​por profissionais criativos, tais como fotógrafos, editores de vídeo, designers e developers; comunicadores, tais como criadores de conteúdo, estudantes e profissionais de marketing; empresas de todos os tamanhos; e simples consumidores; em todo o mundo:

As licenças do software são disponibilizadas nas lojas de aplicativos e no próprio website da empresa, e distribuídas através de um modelo do tipo Software as a Service (SaaS) a pessoas individuais e colectivas…

… a retalhistas, a fabricantes de equipamentos (OEMs), entre outros. O modelo por subscrição (na cloud) foi o que mais cresceu:

A evolução dos processadores dos tablets e dos smartphone permitiu à Adobe explorar um novo mercado, ao qual tem dedicado muita atenção nos últimos anos – as Apps para iOS e Android -, isto sem falar no desenvolvimento das novas funções das aplicações para PC e Mac:

A empresa possui fortes vantagens competitivas; há inúmeras empresas que têm uma forte dependência do seu software:

Os programas são, na maioria, complexos, e exigem um grande período de adaptação e de formação, com custos elevados para as empresas. Mudar para a concorrência é extremamente difícil. As barreiras à entrada de concorrentes tornam a Adobe uma empresa de elevado moat. Ainda para mais, os clientes costumam subscrever mais do que uma aplicação:

Principais Accionistas

Os principais accionistas são grandes fundos de investimento:

Gráfico de Longo Prazo

Que subida!

Evolução do Número de Acções e Valor de Mercado

O Market Cap é de $225 B:

O programa de recompra de acções próprias é para continuar:

O buyback yield ttm está em 1,23%.

Informação Financeira

A adopção do Adobe Creative Cloud (o maior bundle da empresa) fez aumentar muito a Receita, desde 2015…

The flagship of our Digital Media business is Adobe Creative Cloud — a subscription service that allows members to use Adobe’s creative products integrated with cloud-delivered services across desktop, web and mobile devices.

… bem como o Lucro…

… e as margens operacionais nunca foram tão altas:

Dívida? Net cash… sólida como uma rocha:

Desenvolvimento

Ao longo das últimas duas décadas, a Adobe realizou excelentes aquisições…

… e o número de subscritores da Creative Cloud não parou de aumentar:

Não vou ter tempo de aprofundar, mas o avanço do poder computacional e o desenvolvimento da inteligência artificial vai continuar a impactar o negócio da empresa:

É normal que os rácios estejam elevados, tal como o Price-to-Sales

… e o Price-to-Earnings

… mas os analistas esperam um aumento da Receita de 14% ao ano, até 2023…

… colocando o PER23 em 30,5. Mesmo com altos índices de valorização, é possível que as acções superem, nesse período, os $700.

Conclusão

A Adobe é dona do Acrobat Reader, Photoshop, Premiere Pro, entre outros. Tem uma estrutura financeira bastante sólida e um negócio com enormes vantagens competitivas e fortes barreiras à entrada de competidores. Quando é que um utilizador avançado, que demorou uma década a especializar-se em Photoshop, vai largar o programa?

Por decisão pessoal, o autor do texto não escreve segundo o novo Acordo Ortográfico

 

Disclaimer

Esta publicação é para efeitos meramente informativos e educacionais e não deverá ser entendida como uma recomendação para comprar ou vender acções.

Se entender esta publicação como uma recomendação, tenha em conta que ela é generalista e poderá não ser adequada ao seu perfil de risco, que é único. A sua situação financeira individual não foi tida em consideração pelo Autor da análise, que desconhece o perfil de risco e objectivos de cada um Subscritores do BorjaOnStocks.

Se necessitar de conselhos financeiros personalizados, procure sempre os serviços de um profissional devidamente credenciado e autorizado pela CMVM.

O BorjaOnStocks e a sua Equipa não assumem qualquer responsabilidade por eventuais perdas ou ganhos resultantes da informação obtida nesta publicação.

Esta publicação é propriedade intelectual de BBTOP20 – Produção de Conteúdos, Lda e destinada apenas aos Subscritores do site BorjaOnStocks. As informações e opiniões contidas nesta publicação são confidenciais. É proibida a sua transmissão ou difusão, em todo ou em parte, sem autorização expressa.

Consulte o Disclaimer completo do Borja on Stocks.

Este artigo tem um comentário

  1. Pedro Lopes

    Boa tarde! Sou designer gráfico, e até digo mais… não é apenas uma questão de tempo que se perderia a aprender um novo software… na parte de design, não existe mesmo concorrência digna desse nome! Os softwares de fotografia e video da Adobe possuem concorrência, e alguma boa… na parte de design não existe. Em tempos existiu a Macromedia, mas foi comprada pela Adobe.
    A questão da fidelidade começa bem cedo, logo na faculdade. Toda a gente tem acesso a versões piratas dos softwares da Adobe, depois quando saímos para o mercado de trabalho não queremos outra coisa.
    Comecei recentemente a investir e a investigar sobre o assunto. Descobri o Warren Buffet, e que ele diz algo como “Investir como se o mercado fecha-se por 30 anos”… a Adobe foi a primeira empresa em que eu pensei, e das primeiras onde investi.

Comments are closed.