Décima análise à Mota Engil

A Mota Engil no passado proporcionou uma mais valia de 44,8% ao Portfolio TOP10 Lisboa e nos últimos dias voltou a ter um arranque potente …

mota engil gráfico curto prazo

… de tal forma que já está a subir 22% em 2017.

No dia 27 de março a empresa divulgou os seus resultados anuais na CMVM (apenas em inglês), pelo que vou atualizar os meus gráficos das tendências fundamentais:

mota engil valor de mercado

O Valor de Mercado está nos €463 milhões.

Na minha análise mais recente, que data de 20 de janeiro de 2017, a estimativa para as Vendas em 2016 apontava para os €2 339 milhões. Na realidade as Vendas de 2016 ficaram-se pelos €2 212 milhões. Porém o backlog, que é como quem diz, o volume de obras contratadas, aumentou para os €4,4 mil milhões, pelo que as estimativas dos analistas para os próximos anos foram revistas ligeiramente em alta:

mota engil vendas

É possível que tenha sido esta expetativa de continuação da tendência de crescimento das Vendas anuais em termos de longo prazo que motivou os compradores nos últimos dias. Neste momento esperam-se Vendas de €2 449 milhões em 2017, a subir 10,7% do valor obtido em 2016.

O múltiplo das vendas está nos 0,19, ou seja, a Mota Engil está avaliada em 19% do seu volume de negócios anual. A média histórica deste indicador é 0,3.

A 20 de janeiro a expetativa era que a Mota Engil tivesse lucrado €76 milhões em 2016 (resultado inflacionado pela mais valia com a venda da Tertir), porém o Lucro apurado foi de €50 milhões:

mota engil lucro

As estimativas para o Lucro dos próximos anos são as seguintes: €38 milhões em 2017, €65 milhões em 2018 e €64 milhões em 2019.

A expetativa é que a margem líquida volte a valores acima dos 2% em 2018:

mota engil margem líquida

A média da margem líquida da Mota Engil desde 1996 foi de apenas 2%, ou seja, o negócio é menos lucrativo que uma cadeia de supermercados. De qualquer modo é de salientar que, nos últimos 20 anos (que é desde que tenho dados), a Mota Engil deu sempre lucro.

O PER está em níveis que são historicamente baixos:

mota engil PER

Eu agora queria ver como evoluiu o calcanhar de Aquiles da Mota Engil, o Balanço, mas a apresentação dos resultados de 2016 não tem o Balanço completo e os dados são insuficientes para calcular os principais rácios. Destaco apenas o gráfico da página 13:

Para compensar a falta de dados sobre o Balanço encontrei, no sítio da Mota Engil, a conferência telefónica sobre os resultados de 2016, que dura 1 hora e 7 minutos. Estive a ouvi-la com atenção.

Em janeiro a Mota Engil recebeu €145 milhões da venda da Ascendi. A conferência foi interessante porque me permitiu conhecer melhor a empresa, nomeadamente os negócios EGF e SUMA, no segmento do Ambiente.

Falou-se muito dos concursos ganhos pela Mota Engil na Tanzânia, pois no início de março divulgou o seguinte comunicado de imprensa:

Vou agora ler com atenção as 29 páginas da apresentação de resultados de 2016.

Perspetivas & Conclusão

A parte das Perspetivas & Conclusão está disponível apenas para os Subscritores do Borja on Stocks. Caso tenha interesse em conhecer as vantagens desta subscrição, clique aqui.

Disclaimer

Esta publicação é para efeitos meramente informativos e educacionais e nunca deverá ser entendida como uma recomendação de compra ou venda de ações. O BorjaOnStocks e a sua Equipa não assumem qualquer responsabilidade por eventuais perdas ou ganhos resultantes da informação obtida nesta publicação. Se necessitar de conselhos financeiros, procure sempre os serviços de um profissional devidamente autorizado e credenciado.

Consulte o Disclaimer completo do BorjaOnStocks.