Bradesco é um grande banco comercial do Brasil

1. Apresentação

O Bradesco (BBDC4.SA) é um grande banco comercial brasileiro, quase tão grande como o Itaú Unibanco que analisei há uns dias:

O banco está dividido em dois grandes segmentos, o da banca comercial e o dos seguros, sendo que praticamente toda a receita vem do Brasil:

530

2. Principais Acionistas

531

Não há nenhum acionista de referência e o maior é o BlackRock, um fundo de investimento norte-americano, com apenas 2,45% do capital.

3. Gráfico de Longo Prazo

532

O Bradesco é mais um banco a contrariar a tese de que todas as ações de bancos descem no longo prazo.

4. Evolução do Nº de Ações e Valor de Mercado

533

Vejo aqui dois aumentos de capital nos últimos anos que naturalmente me deixam logo desconfiado, ainda mais tratando-se de um banco. O Valor de Mercado atual é o mais alto de sempre, nos R$173 686 milhões, ou cerca de €43 000 milhões, quase tanto como todas as empresas cotadas na Euronext Lisboa juntas (!)

5. Evolução das Vendas e Price to Sales Ratio

534

É verdade que as receitas totais do banco têm uma tendência ascendente e estão naturalmente correlacionadas com a cotação da ação. Por exemplo em 2015 as receitas caíram um pouco e a cotação desceu 30%.

6. Lucro e PER

Tal como no caso do Itaú Unibanco, o PER do Bradesco é historicamente baixo e, atualmente, tendo em conta a estimativa de lucro para 2016, está nos 10,5, sensivelmente o mesmo que o Itaú Unibanco:

535

7. Perspetivas

As perspetivas do Bradesco são muito semelhantes às do Itaú Unibanco e apontam para uma apreciação moderada ao longo dos anos.
A banca comercial não é um negócio que me entusiasme em termos de muito longo prazo, pois acho que algum dia (digamos, daqui por 20 anos) o serviço que os bancos fazem poderá ser prestado por um grande computador central.
Não é por acaso que a generalidade dos grandes bancos em todo o mundo tem vindo a reduzir o seu nº de empregados. Por exemplo, o Bradesco em 2011 tinha 104 684 empregados e no final de 2015 tinha “apenas” 92 861. E também não deve ser por acaso que os investidores avaliam os bancos persistentemente com PERs baixos, deve ser porque não lhes dão uma esperança de vida muito longa.
8. Conclusão
Em termos muito gerais os bancos poderão entrar num dos Portfolios do Borja on Stocks mas sempre numa perspectiva oportunista de curto/médio prazo e não numa ótica de longo prazo. É pouco provável que as ações do Bradesco cheguem ao Portfolio TOP10 São Paulo, especialmente quando estão em novos máximos históricos.
Disclaimer

Esta publicação é para efeitos meramente informativos e educacionais e nunca deverá ser entendida como uma recomendação de compra ou venda de ações. O BorjaOnStocks e a sua Equipa não assumem qualquer responsabilidade por eventuais perdas ou ganhos resultantes da informação obtida nesta publicação. Se necessitar de conselhos financeiros, procure sempre os serviços de um profissional devidamente autorizado e credenciado. 

Consulte o Disclaimer completo do BorjaOnStocks.