Oil Play: Fugro

Boa tarde,

Preciso de recuperar terreno e fazer mais uma análise a ações de Amesterdão hoje.

A próxima na lista chama-se Fugro e dedica-se à colecta de informação acerca da superfície e subsolo da Terra. Presta serviços principalmente às indústrias do Petróleo e Gás, Mineira, Construção e Governamental.

Vejamos a distribuição das Vendas por segmentos e geográfica:

187

Impressionante a diversificação.

Vejamos o gráfico de longo prazo:

188

Houve uma tendência bullish de longo prazo entre o final de 1995 e o final de 2007, mas desde aí a Fugro teve grandes oscilações e agora está cerca de 75% abaixo do máximo histórico.

A empresa é interessante por tal vou fazer um esforço para ir o mais para trás possível na história. Começo pelo início, em 1962, quando um empreendedor holandês fundou a Fugro. Depois vejo a Fugro at a glance, isto é, leio o website todo da empresa. 12 mil empregados, em 60 países e €2,4 mil milhões de Receitas em 2015:

189

O petróleo é muito importante para a Fugro:

190

Neste sítio verifico que o maior acionista da Fugro, com 28,6% do capital, é uma empresa que já analisei, a Boskalis Westminster:

– Uma espécie de Mota Engil holandesa: Boskalis Westminster

Aqui temos a história dos dividendos da empresa, em 2012 e 2013 esticaram-se e em 2014 e 2015 cortaram o dividendo para €0, isso provavelmente explica parcialmente a queda da cotação:

191

Quando a cotação caiu, a empresa comprou ações próprias para que o nº de ações emitidas não aumentasse:

192

O Valor de Mercado atual é €1 265 milhões.

Quando a Fugro entrou na Euronext Amesterdão, em 1992, as Vendas da empresa foram de €150 milhões e em 2015 foram de €2 363 milhões:

193

Para 2016 os analistas estimam uma quebra nas Vendas de 21% para os €1 869 milhões. A cotação caiu bem mais que as Vendas e o Price to Sales Ratio, que chegou aos 2,16 em 2010, está agora nos 0,68.

Pois, quando as empresas passam de lucros estáveis para prejuízos, as ações costumam cair:

194

€831 milhões de Prejuízo nos últimos dois anos, que banho de sangue!

Naturalmente os resultados do 1º trimestre de 2016 foram muito fracos, não nos podemos esquecer que em fevereiro de 2016 o preço do barril de petróleo esteve abaixo de $30.

Apesar dos enormes prejuízos em 2014 e 2015 o Balanço aguentou-se mais ou menos:

195

Perspetivas

Como sabem estou bullish no petróleo desde que foi àquele mínimo de fevereiro de 2016, quando esteve pelos $27 por barril. Acertei em cheio no fundo da cotação do petróleo, mas procurei aproveitar a subida com as ações da Mota Engil e da Teixeira Duarte (muito dependentes de Angola, por sua vez muito dependente do petróleo), mas só na Mota-Engil é que me safei, e foi mais por sorte, ou por bom timing na entrada, que pela análise fundamental de longo prazo.

A Fugro é uma play mais pura nessa subida do preço do petróleo, ainda que não seja inteiramente pura e pareça reagir com um atraso temporal, porque primeiro o preço do petróleo sobe e depois é que começam os estudos e planos de exploração e aí é que a Fugro entra.

Acho que é uma turnaround play interessante, mas parece-me que em 2016 ainda pode vir aí um prejuízo pesado e que os analistas permanecem algo otimistas.

Vejamos o gráfico mais a curto prazo:

196

Em fevereiro o preço do petróleo foi mais abaixo, mas a Fugro fez um mínimo ligeiramente mais alto e no dia 26 de fevereiro de 2016 teve uma grande subida, qual foi o evento relacionado?

Fugro Suffers $410 Mln Loss, Announces Further Cuts

Com esta notícia a ação subiu 39% na sessão, não é belo o mercado de ações? Belo para quem gosta de quebra-cabeças … temos aqui dois sinais positivos que o mercado está a dar, primeiro a firmeza relativa face à cotação do barril e depois a grande subida na cara de uma notícia profundamente negativa (já estava mais do que descontada).

Pois, a Boskalis Westminster aproveitou a queda dos últimos anos para reforçar na Fugro, o Balanço também não parece em risco e o Petróleo tem tendência de subida (acredito que vá aos $90 por barril nos próximos dois anos) e acima dos $150 por barril nos próximos 5.

Conclusão

É possível que a Fugro chegue ao Portfolio TOP10 Amesterdão no futuro.

Disclaimer  

Esta publicação é para efeitos meramente informativos e educacionais e nunca deverá ser entendida como uma recomendação de compra ou venda de ações. O BorjaOnStocks e a sua Equipa não assumem qualquer responsabilidade por eventuais perdas ou ganhos resultantes da informação obtida nesta publicação. Se necessitar de conselhos financeiros, procure sempre os serviços de um profissional devidamente autorizado e credenciado. 

Consulte o Disclaimer completo do BorjaOnStocks.