GrandVision

Bom dia,

Estou feliz por voltar a analisar as ações da Euronext Amesterdão, pois lá encontram-se muitas empresas de qualidade e oportunidades de investimento a longo prazo. Em menos de 2 meses o Portfolio TOP10 Amesterdão já está a valorizar cerca de 4%, ainda que este tipo de retorno não possa ser mantido nem deva ser expectável pelos subscritores do BorjaOnStocks. Já agora, se isso fosse possível, 4% de dois em dois meses daria cerca de 27% ao ano e eu seria melhor que o Warren Buffet. Não me parece 😉

Mas enfim, modéstia à parte, acho que, numa bolsa com abundância de ações de qualidade como a Euronext Amesterdão, poderei talvez almejar a um retorno médio de 10 a 15% ao ano para o portfolio, penso que seria legítimo.

Um dia de cada vez e o caminho faz-se caminhando.

Esta é a 34ª análise a uma ação de Amesterdão e é à GrandVision. O nome diz que tem uma grande visão, vamos ver o que a empresa faz … é uma ótica, uma cadeia de lojas de venda de óculos, serviços de oftalmologia, optometria, óculos de ver, óculos escuros, enfim, existem algumas cadeias dessas em Portugal, como por exemplo a MultiÓpticas – nº1 em serviços ópticos (o slogan está-me gravado na cabeça, bom marketing).

Mas a GrandVision não é uma ótica qualquer, é uma das maiores do mundo, com mais de 6 100 lojas em 44 países e mais de 31 mil empregados. Em Portugal a GrandVision é a GrandOptical e tem 6 lojas no país, em grandes centros comerciais como o Almada Fórum, o CascaisShopping, o Colombo e o NorteShopping.

Aposto que a minha mulher ia gostar destes óculos Jimmy Choo, devem ser caros para burro, espero que ela não leia esta análise 🙂

Bom, vejamos o gráfico desde a OPV, que não foi há muito tempo:

943

A OPV foi no dia 6 de fevereiro de 2015 ao preço de €20 por ação, que subiu até ao máximo de €27,80 e agora está pelos €24,07. O Valor de Mercado da empresa é de mais de €6 mil milhões, mais precisamente €6 075 milhões, mas o free float é de apenas 20,74%, o que faz com que as ações não sejam lá assim muito líquidas. Às 11:40, na sessão de hoje, foram transacionadas apenas 13 785 ações da GrandVision.

Interessante, cerca de 79% das ações da GrandVision são detidas pelo HAL Trust, que também é acionista de outras empresas nossas conhecidas …

944

… a Boskalis Westminster e a SBM Offshore.

Vejamos a evolução das Vendas da GrandVision desde 2011:

945

Vemos uma tendência ascendente em ambas as métricas, mas claro, os números para 2016, 2017 e 2018 não passam de estimativas dos analistas que seguem a empresa.

Para 2016 os analistas estimam Vendas de €3 408 milhões, portanto o Price to Sales Ratio é de €6 075/€3 408 = 1,78 e o PER 2016 é de €6 075/€242 = 25

A valorização é generosa, mesmo considerando o compound annual growth rate (CAGR) do Lucro entre a realidade de 2011 e a expetativa para 2018, que é de 17%.

Empiricamente acho que este negócio das cadeias de venda de óculos e serviços relacionados tem imensa concorrência. Para já, acho que existe um conflito de interesses entre os serviços de oftalmologia/optometria e a venda de óculos e que ambas as actividades não deveriam coexistir na mesma loja, nem deveriam poder ser prestadas pelas mesmas empresas. Eu quando quero saber se preciso de óculos (ou os meus filhos), não vamos saber isso numa loja que vende óculos, vamos a um oftalmologista independente. Provavelmente estas empresas têm regras e práticas que evitam ou diminuem estes conflitos de interesses, mas se a coisa ficar preta (ou houver ganância), os médicos serão mais vendedores de óculos que médicos e isso não é positivo. Se calhar não sei do que estou a falar, mas faz-me confusão. Se alguém quiser dar um “bitaite” nos comentários seria giro nem que fosse para experimentar.

Vejamos o Balanço da GrandVision:

946

Estava à espera de muito melhor, este Balanço é fraco e o current ratio está nos 0,74 quando deveria estar acima de 2. O debt to equity ratio tem vindo a melhorar, mas ainda está nos 2,47 quando idealmente estaria abaixo de 0,5. Está certo que a empresa está em crescimento e precisou de se alavancar, mas … o Balanço é um fator negativo na avaliação que faço da empresa.

Conclusão

É provável que a GrandVision continue a aumentar as suas Vendas e Lucros nos próximos anos, mas o PER de 25 já reflecte essa expetativa. Em termos de muito longo prazo não estou especialmente atraído pelo negócio, não existem assim muitas barreiras à entrada (aqui nas Caldas parecem existir mais lojas dessas de óculos que … olhem, que restaurantes, vejam lá!) e algum dia o tal conflito de interesses que comentei superficialmente lá atrás poderá levar a legislação que afecte este negócio.

Não estou a ver a GrandVision a chegar ao Portfolio TOP10 Amesterdão, mas continuarei atento aos desenvolvimentos.

Disclaimer

Esta publicação é para efeitos meramente informativos e educacionais e nunca deverá ser entendida como uma recomendação de compra ou venda de ações. O BorjaOnStocks e a sua Equipa não assumem qualquer responsabilidade por eventuais perdas ou ganhos resultantes da informação obtida nesta publicação. Se necessitar de conselhos financeiros, procure sempre os serviços de um profissional devidamente autorizado e credenciado.

Consulte o Disclaimer completo do BorjaOnStocks.