Desenvolvimentos na Sonae Indústria

Bom dia,

Ontem após o fecho de mercado saiu um comunicado bastante relevante para a Sonae Indústria.

Trocando por miúdos o que está escrito no comunicado, a Sonae Indústria vendeu, por €137,5 milhões, metade das suas operações na Europa e África do Sul (excetuando determinadas linhas de negócio muito específicas).

Agora é preciso ver qual é o peso destas operações no conjunto da Sonae Indústria, vou tentar descobrir nos resultados do 1º trimestre. OK, o volume de negócios total no 1º trimestre foi de €259 milhões, dos quais €198 milhões foram na Europa. Os restantes €61 milhões (mais ou menos, a soma das partes não dá exatamente igual ao total) estão no segmento “resto do mundo” onde figuram o Canadá e a África do Sul. Vamos pôr 70% para o Canadá e 30% para a África do Sul, portanto dá qualquer coisa como €18 milhões da África do Sul.

Contas feitas, a parte que a Sonae Indústria vendeu (em 50%) representa qualquer coisa como 83% do total da empresa.

Se vendeu metade de 83%, foram 41,5% da Sonae Indústria, por €137,5 milhões, o que avalia o total da empresa em €331 milhões. À cotação de €0,0051 a capitalização bolsista da Sonae Indústria é de apenas €58 milhões.

Muito interessante.

Só que a Sonae Indústria não vendeu só, conseguiu duas coisas:

1 – Conseguiu uma parceria 50/50 com uma grande empresa do setor, a chilena Celulosa Arauco y Constituicion (que é a casa mãe da Inversiones Arauco International mencionada no comunicado), que em 2015 obteve vendas de $5,1 mil milhões e um Lucro de $363 milhões (nos últimos 5 anos esta empresa chilena lucrou $1,9 mil milhões). O Valor Contabilístico da Celulosa Arauco é de $6 609 milhões!

2 – A Sonae Indústria utilizou o dinheiro da venda (e a nova credibilidade perante os bancos) para fortalecer substancialmente o seu Balanço.

Com estes desenvolvimentos o risco de falência da Sonae Indústria diminuiu muito e as possibilidades de vir a ser bem sucedida no médio/longo prazo parecem-me ter aumentado significativamente. O valor da avaliação da Arauco foi bastante superior ao valor de mercado da Sonae Indústria, de facto, cerca de 6 vezes superior.

Esta situação faz-me lembrar um pouco a fusão da Sonaecom e da ZON, que criou a NOS. Só que aqui ainda é melhor, porque a nova empresa é global e a parceria é internacional.

Eu numa das últimas newsletters referi que tinha estado a olhar para a Sonae Indústria com muita atenção, mas que no final não consegui recomendá-la para o Portfolio TOP10 Lisboa por causa do Balanço ser tão frágil. Ora, esse problema foi ultrapassado em grande estilo.

Conclusão: A Sonae Indústria vai entrar no Portfolio TOP10 Lisboa, com 10% do capital como mandam as regras, à cotação de fecho de hoje. 

681

Acho que este vai ser daqueles gap ups que nunca mais vão ser fechados!

Disclaimer

Esta publicação é para efeitos meramente informativos e educacionais e nunca deverá ser entendida como uma recomendação de compra ou venda de ações. O BorjaOnStocks e a sua Equipa não assumem qualquer responsabilidade por eventuais perdas ou ganhos resultantes da informação obtida nesta publicação. Se necessitar de conselhos financeiros, procure sempre os serviços de um profissional devidamente autorizado e credenciado. 

Consulte o Disclaimer completo do BorjaOnStocks.