CTAC versus Novabase

Bom dia,

Hoje estarei dedicado à CTAC, que é uma empresa da indústria das Tecnologias de Informação – Serviços e Consultoria. É a concorrente holandesa da nossa Novabase, por isso vai ser interessante fazer comparações.

Vejamos a distribuição por segmentos e geográfica da CTAC:

163

Os dados acima são de 2014, mais recentemente a empresa entrou também no mercado francês. No final de junho de 2015 a CTAC tinha 472 colaboradores, enquanto que no final do mesmo ano a Novabase tinha 2 390 colaboradores.

Entre 2011 e 2016 o Valor de Mercado da CTAC quintuplicou …

164

… ainda assim estamos a falar de uma pequena empresa, com um valor de mercado de apenas €37 milhões. No mesmo período o Valor de Mercado da Novabase manteve-se em torno dos €61 milhões atuais.

A CTAC vendeu €86 milhões em 2015, a subir cerca de 18% das vendas de 2011 …

165

… portanto a subida das Vendas não explica a maior parte do aumento do Valor de Mercado (que foi de 429%). O Price to Sales Ratio, ou seja, a valorização dada às Vendas é que subiu de apenas 10% para os 43% atuais.

Já agora a Novabase obteve Vendas de €230 milhões em 2011 e de €232 milhões em 2015, ou seja, praticamente o mesmo. E o Price to Sales Ratio da Novabase em 2011 era de 0,28 e agora é de 0,26.

Enquanto que a CTAC estava com uma valorização muito deprimida e se expandiu, a Novabase estava subavaliada e continua subavaliada.

Já agora vejamos o gráfico da cotação da CTAC e da Novabase desde o início de 2012:

166

Interessante, parece ter havido uma correlação positiva entre as duas ações no período 2012-meio 2014, porém na segunda metade de 2014 a Novabase recuou bastante enquanto que a CTAC se manteve. Agora em 2016 a CTAC arrancou para novos máximos enquanto a Novabase continua a marinar perto dos mínimos.

Vejamos também um gráfico com ambas as cotações desde as OPVs respetivas, sendo que a da CTAC foi em 1998 e a da Novabase foi no ano 2000:

167

A CTAC tem um Beta superior, varia mais do que a Novabase, quer para cima, quer para baixo. Ambas as ações estão bem abaixo do valor a que foram vendidas ao público nas respetivas OPVs.

Em relação ao Lucro/Prejuízo, verifico que a CTAC perdeu €12,74 milhões em 2011 …

168

… e Lucrou €2,36 milhões em 2015. Por comparação, em 2011 a Novabase lucrou €2,7 milhões e em 2015 lucrou €7,4 milhões. No conjunto dos últimos 5 anos a CTAC obteve um Prejuízo de €6,81 milhões enquanto que a Novabase no mesmo período Lucrou €28,6 milhões!

A margem líquida da CTAC em 2015 foi de 2,7%, a da Novabase foi de 3,2%.

Em relação ao PERttm, o da CTAC é de 12,4 enquanto que o da Novabase é de 8,2.

Até ao momento, em todas as comparações, a Novabase parece mais atrativa que a CTAC.

Em termos dos principais rácios do Balanço, no final de 2015 a Novabase tinha um current ratio de 1,49 e um debt to equity ratio de 1,48. Vejamos a CTAC:

169

Esta é que eu não estava à espera, até no Balanço a Novabase revela-se superior. Ainda que o Balanço da CTAC tenha melhorado bastante nos últimos anos, reparem, o current ratio é de apenas 0,88 e o debt to equity ratio é de 1,97, ambos os indicadores bastante mais fracos que os da Novabase (no current ratio, quanto mais alto melhor, no debt to equity ratio, quanto mais baixo melhor).

Em termos do Price to Book Value, o da CTAC é 2,16, significa que a CTAC está avaliada pelo mercado em 2,16 vezes a avaliação contabilística, enquanto que o Price to Book Value da Novabase é de 0,68.

Conclusão

Sem dúvida que os fundamentais da CTAC têm vindo a melhorar progressivamente e que, mesmo à valorização atual, com um PER de 12,3, a CTAC parece subavaliada face à média do mercado holandês.

Mas que dizer então da Novabase, que tem fundamentais muito superiores aos da CTAC e que está a transacionar com um PER de apenas 8,2?

Das 86 ações da Euronext Amesterdão que estou a analisar penso que será pouco provável uma ação ilíquida de uma empresa pequena como a CTAC chegar ao Portfolio TOP10 Amesterdão. Esta análise terá servido mais para reforçar a confiança na Novabase como holding do Portfolio TOP10 Lisboa.

Disclaimer  

Esta publicação é para efeitos meramente informativos e educacionais e nunca deverá ser entendida como uma recomendação de compra ou venda de ações. O BorjaOnStocks e a sua Equipa não assumem qualquer responsabilidade por eventuais perdas ou ganhos resultantes da informação obtida nesta publicação. Se necessitar de conselhos financeiros, procure sempre os serviços de um profissional devidamente autorizado e credenciado. 

Consulte o Disclaimer completo do BorjaOnStocks.