Grão Pará à espera dela

1. Introdução

As memórias que tenho da Grão Pará são as seguintes:

– Era (mas já não é) a empresa dona do autódromo do Estoril;

– O especulador Jorge Figueiredo, que costumava pairar num certo bar em Cascais (era a Casa do Largo, hoje em dia é o restaurante 5 sentidos) com outros especuladores – um deles foi meu cliente – de vez em quando fazia raids especulativos na Grão Pará. Ele é vizinho de um tio meu e costumava ir muito ao Casino do Estoril, onde trabalham outros dois tios meus. Uma vez um dos meus tios perguntou-lhe “então os futuros hoje correram bem?” e o Jorge Figueiredo respondeu “o quê, também lá andas?” – “Não, é o meu sobrinho”. Esses tipos de Cascais eram um bocado salteadores do mercado, juntavam-se todos e atacavam as ações (um deles é o dono do restaurante Sabor a Brasil, no Parque das Nações) e a certa altura o Jorge Figueiredo tanto puxou pela Grão Pará que acabou por ficar com 10% da empresa e um lugar no conselho de administração. Parece que ele foi para lá avacalhar e fazer barulho e eles só queriam ver-se livres dele … finalmente, em dezembro de 2001, ele vendeu a sua posição na empresa.

Vejamos aqui dois exemplos desses ataques especulativos:

391

2. Gráfico de Longo Prazo

392

Olhando para este gráfico ali a partir de 2005 é caso para dizer “voltem especuladores, estão perdoados!” Realmente, quem diz que os especuladores fazem mal ao mercado, não pensa que são eles que dão a tão necessária liquidez, o óleo, às ações.

3. Nº de Ações e Capitalização Bolsista

393

Pois, não admira que o Jorge Figueiredo elegesse a Grão Pará para os seus ataques especulativos, na altura a empresa era uma das mais pequenas do mercado, pois o máximo da sua capitalização bolsista, em termos de final do ano, foi nos €27 milhões no ano 2000. Atualmente o valor de mercado da Grão Pará é de apenas €1 milhão. Eu na análise à Compta perguntava se existiria alguma empresa mais pequena que a Compta, que valia €4 milhões, pois bem, a Grão Pará vale 1/4 da Compta.

4. Vendas

394

Pelo que eu estive a ler, a Grão Pará tem vindo a alienar os seus ativos imobiliários (o Autódromo do Estoril há muito foi vendido à ParPública, ou seja, ao Estado) e as vendas atualmente são praticamente zero. Mas mais para a frente nesta análise vou ler o último relatório de gestão para ver como está a situação da empresa na atualidade.

5. Lucros e Prejuízos

395

Nos últimos 16 anos, a Grão Pará só lucrou em 2 e no total obteve um Prejuízo de cerca de €75 milhões.

6. Testes ao Balanço

396

O Balanço da Grão Pará exibe uma enorme dificuldade em cumprir as responsabilidades de curto prazo, pois o Ativo a menos de um ano é de apenas €2,96 milhões (e melhorou significativamente no 1º semestre, a empresa deve ter vendido algum imóvel) e o Passivo a menos de um ano é de €19,41 milhões, portanto o Current Ratio é 2,96/19,41 = 0,15.

7. Último Relatório de Gestão

É interessante ler o Relatório e Contas da Grão Pará do 1º semestre de 2015. Em termos práticos a empresa está paralisada por falta de crédito bancário para desenvolver os seus projetos imobiliários e também à espera de duas decisões judiciais:

397

8. Perspetivas

As perspetivas não parecem animadoras para a Grão Pará. A gestão está a tentar alienar ativos imobiliários e à espera de conseguir receber alguma coisa de processos judiciais contra o Estado para pagar o seu Passivo. Não parece existir grande vontade ou condições para continuar com as operações da empresa, que foi fundada em 1960 e é cotada na Euronext Lisboa desde 1972.

Ontem fiz um vídeo com 20 ações que desceram 90% e a Grão Pará era uma delas. Neste momento não há qualquer indicação de que possa haver uma mudança positiva na empresa, aliás, tudo indica que será forçada a declarar falência e os seus ativos serão entregues aos credores.

9. Conclusão

Continuarei a acompanhar com interesse os desenvolvimentos na Grão Pará.

10. Disclaimer

Esta publicação é para efeitos meramente informativos e educacionais e nunca deverá ser entendida como uma recomendação de compra ou venda de ações. O BorjaOnStocks e a sua Equipa não assumem qualquer responsabilidade por eventuais perdas ou ganhos resultantes da informação obtida nesta publicação. Se necessitar de conselhos financeiros, procure sempre os serviços de um profissional devidamente autorizado e credenciado. 

Consulte o Disclaimer completo do BorjaOnStocks.