O Juro do Lucro

O juro do lucro ou o Earnings Yield

Neste momento estou a ler três livros sobre investimentos, o Jogo do Dinheiro, o The Lisbon Stock Exchange in the 20th Century e o Como Enriquecer na Bolsa com Warren Buffett.

Este último já é a terceira vez que leio e vi lá um “pequeno” pormenor que me tinha escapado das outras vezes e que me parece deveras interessante e importante.

Eu normalmente chamo a este indicador o Earnings Yield, mas a minha esposa acusa-me de abusar dos anglicismos, por isso vou traduzir para Juro do Lucro.

Para os mais iniciados, comecemos por responder a algumas questões básicas, como por exemplo, o que é uma ação? Uma ação é um título de propriedade de uma empresa. As empresas cotadas em Bolsa têm a sua propriedade dividida e representada por milhões de títulos, que são as ações. Se o caro investidor tiver ações da empresa XYZ, é proprietário, é dono, de uma parte da empresa XYZ, exatamente a parte que lhe confere o seu nº de ações, em relação ao total de ações emitidas pela empresa.

Se tiver 1 000 ações da XYZ e a XYZ tiver 1 000 000 de ações emitidas, será dono de 0,1% da XYZ.

Até aqui é tudo pacífico.

Continuando com o exemplo da XYZ, imaginemos que o investidor a comprou a €10 por ação e que ela está a esse preço, o que significa que tem uma Capitalização Bolsista de €10 milhões:

Capitalização Bolsista = Cotação*N de Ações Emitidas = €10*1 000 000 = €10 000 000

A XYZ é uma micro-empresa no contexto da Euronext pois a grande maioria das empresas cotadas, especialmente as mais conhecidas, valem muito mais que €10 milhões. Mas estamos apenas a considerar um exemplo hipotético para simplificar.

Como a XYZ é uma micro-empresa, imaginemos que lucrou €800 mil em 2016. Agora podemos determinar qual foi o Earnings Per Share, oops, queria dizer, o Lucro Por Ação, dividindo o Lucro anual pelo Nº de Ações Emitidas:

Lucro Por Ação = Lucro Anual/Nº de Ações Emitidas = €800 000/1 000 000 = €0,8

O Lucro Por Ação da XYZ foi €0,8, o que é o mesmo que dizer que cada ação da XYZ lucrou €0,8 em 2016.

Agora uma parte menos pacífica: o Lucro das suas ações é seu! Neste caso, se tem 1 000 ações e cada uma delas lucrou €0,8, você lucrou €800. O facto do Lucro das suas ações ficar na conta bancária da XYZ (que é sua, lembre-se disso) ou na sua conta bancária pessoal é indiferente do ponto de vista da análise de investimentos. A diferença é fiscal: a XYZ já foi tributada em sede de IRC e só depois disso é que lucrou os tais €800 mil, mas se ela distribuir o Lucro pelos acionistas, estes irão ser tributados ao nível pessoal, em sede de IRS, à taxa de 28% (a não ser que o acionista tenha baixos rendimentos e opte pelo englobamento, aí a taxa será menor).

Warren Buffett considera que o Lucro das ações que possui é seu e prefere investir em empresas que fiquem com o Lucro e o reinvistam na expansão do seu negócio, pois assim é um rendimento que não só não é tributado ao nível pessoal, como é reinvestido para gerar mais retorno.

Por causa desta sua forma peculiar (mas deveras inteligente) de ver as coisas, a empresa de Warren Buffett nunca distribuiu um dividendo na sua longa história, no entanto subiu o que subiu …

berkshire hathaway desde 1980 - earning yield

… e hoje em dia é uma das empresas mais valiosas do mundo, com um Valor de Mercado de $412 mil milhões.

O Lucro Por Ação é o rendimento que obtém por ter as ações. É o retorno, é o juro do seu investimento. E a taxa de retorno, o Juro do Lucro, ou melhor, a taxa de juro do lucro, tem a ver com a cotação pela qual comprou as ações:

Taxa de Juro do Lucro da XYZ = €0,8/€10 = 8%

Agora já tem um número com o qual poderá fazer comparações … será que 8% é atrativo? Será que é possível conseguir mais, com um risco semelhante? Depois há que averiguar, através de outras técnicas que não cabem neste pequeno texto, se os 8% são sustentáveis ao longo dos anos e se são relativamente seguros. A ideia é obter 8% ao ano de forma mais ou menos ininterrupta e permanente em termos de longo prazo.

Até aqui estive apenas a descrever aspectos básicos que os minimamente conhecedores de Análise Fundamental já sabem, não há aqui qualquer novidade. O pormenor, o detalhe, que considerei interessante nesta 3ª leitura do livro é outro e é o seguinte:

E se o Lucro por Ação subir?

O investidor comprou a XYZ por €10 e ela lucrou €0,8 por ação em 2016. Mas, e se lucrar €0,96 por ação em 2017? E €1,15 por ação em 2018? E €1,38 por ação em 2019? E €1,66 por ação em 2020?

O que estou a fazer é simplesmente colocar o Lucro por Ação a aumentar a uma taxa de 20% ao ano.

Neste caso, o investidor da XYZ, que comprou a ação por €10 com a expetativa de ganhar 8% ao ano, passados quatro anos está a ganhar €1,66/€10 = 16,6% ao ano, mais do dobro, portanto. Um investimento que era simpático, mas nada de especial, tornou-se bastante apetecível. É claro que numa situação destas é praticamente inevitável que a ação tenha subido, de tal forma que os novos investidores estarão a ganhar um Juro do Lucro de apenas uns 8% também. Para isso a cotação teria subido mais de 100%, para os €20,75:

€1,66/0,08 = €20,75 por ação

Juro do Lucro para os novos investidores = €1,66/€20,75 = 8%

Portanto, o investidor que comprou a €10, subitamente está a ganhar 16,6% ao ano, através do Juro do Lucro. Não vendeu a ação, não pagou impostos nenhuns (nem sobre dividendos, pois a empresa não os distribuiu), enquanto que o investidor atual vai começar por ganhar 8% de Juro do Lucro, com a esperança que o Lucro por Ação continue a aumentar.

Penso que o segredo dos grandes ganhos em Bolsa está em investir em ações moderadamente subavaliadas (não tanto pechinchas) e com uma real possibilidade de irem aumentando de forma consistente o seu Lucro por Ação a taxas elevadas (digamos, entre 10% e 20% ao ano) e mantê-las por muitos anos.

Continuando com o exemplo anterior da XYZ, se o Lucro por Ação continuar a aumentar a 20% ao ano, em 2030 o investidor que comprou em 2016 estará a ganhar não 8% de Juro do Lucro, não 16,6% de Juro do Lucro, mas sim 100% ao ano de Juro do Lucro! As ações da XYZ custaram-lhe €10 cada uma e cada uma delas lucraria €10 por ano em 2030.

Vou pegar agora num exemplo real e bem conhecido de vós, o da Corticeira Amorim. Em 2011 a ação fechou nos €1,35 e nesse ano a empresa teve um Lucro por Ação de €0,20. Quem comprou aí estava a contar com um Juro do Lucro de €0,2/€1,35 = 14,8%. Mas, cinco anos depois, em 2016, a Corticeira Amorim lucrou €0,77 por ação. O Juro do Lucro do investidor que comprou em 2011 está nos 57%, enquanto que o do investidor que comprar agora está nos … deixem-me ver … €0,77/€12,65 = 6,1%. Um bocado diferente!

Outra forma de ver esta questão: se a Corticeira Amorim agora subir até aos €14, o investidor que comprar agora ganha … 10,7%. Mas o que comprou em 2011, a €1,35, ganha mais … 100% sobre o capital que investiu. Por cada €1,35 que a Corticeira sobe, são mais 100% que ele ganha em relação ao que investiu inicialmente.

Só os investidores de longo prazo em ações é que se conseguem colocar nesta situação imensamente vantajosa. Só eles podem beneficiar deste milagre da capitalização. Esta sim, é a verdadeira alavanca!

É este tipo de mentalidade e visão de longo prazo que tenho procurado desenvolver no Borja on Stocks.

Agora o desafio é encontrar, de entre as 500 ações da Euronext que me proponho analisar (já analisei e acompanho 150 ações – 50 de Lisboa, 86 de Amesterdão e 14 de Paris – faltam 350), aquelas que tenham a maior possibilidade de irem aumentando o Lucro por Ação de forma consistente e em termos de longo prazo.

Para isso não faço screeners, correndo a base de dados em busca de certos valores para os indicadores fundamentais. Não, isso só vê o passado e os números e eu preciso de conhecer a história de cada empresa de forma profunda e qualitativa. Não só quais foram e quais são os números, mas como foram obtidos? E qual a probabilidade de aumentarem no futuro? Quais os desafios e as oportunidades de cada empresa, de cada negócio?

Para mim é inconcebível pegar numa fórmula geral e ir aplicá-la a uma base de dados em busca de oportunidades de investimento. Não, para mim cada empresa é única e deverá ser analisada como tal. E uma empresa fraca poderá subitamente tornar-se forte e vice-versa, pelo que é preciso ir estudando os desenvolvimentos. É preciso estudá-las todas e é isso que tenho feito e tenho esperança de continuar a fazer até ser muito velhinho.

Todo este trabalho de análises a ações, assim como as que vou selecionando como as mais atrativas para os Portfolios, não é privado, não o guardo só para mim, disponibilizo-o diariamente àqueles que financiam a minha atividade, os Subscritores do Borja on Stocks. Este grupo de investidores tem sido de um apoio inexcedível e eu estou muito grato, retribuindo diariamente com análises a novas ações, análises a ações já estudadas, respostas a questões, novas entradas e saídas dos Portfolios, newsletter diária, etc … pessoalmente considero que o arquivo histórico de todas as análises e artigos que já publiquei é um património intelectual de valor inestimável, que irei aumentando e enriquecendo progressivamente dia após dia. Daqui por uns anos terei 500 ações analisadas, 500 ações debaixo do braço, que conhecerei profundamente. Dessas 500 vou escolhendo os investimentos mais promissores para os Subscritores do Borja on Stocks, de forma amplamente justificada e transparente.

Para além de toda a componente de análises a Ações da Euronext e dos Portfolios de ações selecionadas, procuro também desenvolver artigos didáticos no Borja on Stocks, tais como, por exemplo, os seguintes:

This Post Has One Comment

Deixe uma resposta

Pesquisar

SIGA-nos

JUNTE-SE AO NOSSO Grupo NO Facebook

E-books GRÁTIS

Subscreva a nossa Newsletter

Receba todas as noticias e novidades do Borja On Stocks no seu email. 

Close Menu

Subscreva a Newsletter

Registe-se na nossa Newsletter e receba toda a informação, notícias e novidades do Borja On Stocks no seu e-mail. 

Finalidade da coleta e tratamento de dados pessoais: Gerir o registo na newsletter e enviar emails periódicos com informações e ofertas de produtos ou serviços. Legitimação: Consentimento da parte interessada. Para mais informação consulte a Política de Privacidade.

Receba o E-Book no seu email

Registe-se na nossa Newsletter e receba toda a informação, notícias e novidades do Borja On Stocks no seu e-mail. 

Finalidade da coleta e tratamento de dados pessoais: Gerir o registo na newsletter e enviar emails periódicos com informações e ofertas de produtos ou serviços. Legitimação: Consentimento da parte interessada. Para mais informação consulte a Política de Privacidade.