Ações versus Obrigações e Índices versus Ações Individuais

Um dos clássicos que deve ser lido por qualquer investidor em ações é o Stocks for the Long Run, de Jeremy Siegel. Logo no primeiro capítulo ele mostra um gráfico com os retornos reais de várias classes de ativos, entre 1802 e 2012:

Ações versus Obrigações e Índices versus Ações Individuais 1 - Borja On Stocks

No e-mail de ontem a minha mulher e sócia, Catarina Borja, tradutora de formação, não gostou que eu tivesse usado os termos em inglês, pelo que, aqui vai, em bom português… quer dizer, para muitos o “bom” é o anterior ao acordo ortográfico, enquanto que para mim menos letras significam mais eficiência na escrita.

Voltando ao tema, as ações deram um retorno médio anual real, ou seja, já depois de descontada a inflação, de 6,6%, enquanto que as obrigações deram um retorno médio anual, também real, de 3,6%. Não seria difícil atualizar estes números para 2022, mas não mudariam muito (porque já são 210 anos de dados) e seria irrelevante para o que quero demonstrar.

À partida a diferença entre os 3,6% das obrigações e os 6,6% das ações não seria nada de especial, mas reparem nos valores absolutos: $1 investido nas ações em 1802 transformou-se em $704.997 em 2012, enquanto que $1 investido nas obrigações transformou-se em “apenas” $1.778.

Aqueles três “míseros” pontos percentuais, ao longo de 210 anos, significaram uma diferença de quase 400 vezes no resultado final.

Não há qualquer dúvida que, num prazo longo, as ações são superiores às obrigações. Na página 96 do livro o Siegel mostra que, num prazo de 10 anos as ações batem as obrigações em 80% das vezes, num prazo de 20 anos em 90% e num prazo de 30 anos em praticamente 100% das ocasiões. Também mostra que, para prazos de investimento superiores a 20 anos as ações são menos arriscadas que as obrigações.

O retorno proporcionado pelas ações, em termos gerais, pode ser obtido através do investimento num ETF que replique a evolução de um índice de ações, como por exemplo o SPY…

Ações versus Obrigações e Índices versus Ações Individuais 2 - Borja On Stocks

…que nos últimos 29 anos (desde que foi criado) deu um retorno médio anual, em termos nominais, de 8%.

Isto é ótimo e recomendado para a maioria dos investidores.

Mas há investidores que querem ser especiais e que almejam obter um retorno médio anual superior à média que é dada pelos índices. Porque é que querem ser especiais?

Por causa daqueles pontinhos extra… que fazem uma enorme diferença!

A tabela seguinte mostra a diferença que cada 2 pontos percentuais fazem no retorno a 10, 20, 30 e 40 anos de investimentos:

Ações versus Obrigações e Índices versus Ações Individuais 3 - Borja On Stocks

Partindo de uma base modesta de 20.000 €, o investidor que, através de um ETF, ganhe 8% ao ano, em 2052 tem 201.253 € e em 2062 terá 938.032 €.

Já o investidor que, partindo da mesma base de 20.000 €, consiga, através de investimentos em ações mais atrativas que a média, ganhar 16% ao ano, em 2052 terá 1.716.998 € e em 2062 terá 33.414.076 €.

Ou seja, com o mesmo capital inicial, o mesmo investidor, pode ganhar 10 vezes mais, ou 30 vezes mais, se obtiver uma taxa de retorno média anual significativamente acima da média.

E como é se que obtém essa taxa de retorno mais elevada? Utilizando uma das combinações mais antigas e frutuosas do mundo, a do capital e do… trabalho!

O investidor que compra o ETF, ou que investe em fundos, está simplesmente a investir na média. Não lhe é exigido tempo, conhecimentos, ou trabalho, mas o retorno também é o que é… médio.

Mas é evidente que, com muito conhecimento, décadas de experiência e sobretudo muito trabalho, é possível investir de uma forma melhor que a média e obter resultados superiores.

Provavelmente o caro leitor não tem décadas de experiência e tempo para trabalhar 10 horas por dia no research de ações, mas eu tenho!

Após quase 20 anos de estudos e investimentos no mercado de ações, em 2015 criei o Borja on Stocks, onde analiso diariamente ações europeias e americanas, selecionando aquelas que considero mais atrativas para investimentos a longo prazo. Todos os dias úteis publico uma análise a uma ação europeia e uma análise a uma ação americana e faço a gestão de portfolios públicos (TOPs) de ações europeias e americanas selecionadas.

Todo este trabalho é acompanhado pelos Subscritores do Borja on Stocks, que podem seguir, nos seus intermediários financeiros, as entradas e saídas dos TOPs, que são sempre amplamente justificadas através de uma análise fundamental.

O meu grande objetivo de longo prazo é proporcionar, a mim próprio e aos Subscritores do Borja on Stocks, um retorno médio anual em torno de 15%. Temos alcançado um retorno desse nível nas ações cotadas nas praças de Lisboa e Nova Iorque, próximo disso em Amesterdão, mas estamos aquém em Madrid e sobretudo em Paris:

Ações versus Obrigações e Índices versus Ações Individuais 4 - Borja On Stocks

Não posso obviamente garantir resultados, mas prometo empenho, dedicação exclusiva e muito trabalho para lhe proporcionar retornos superiores à média, dar-lhe aqueles pontinhos extra de rendibilidade, que fazem uma enorme diferença no resultado final.

É possível que também almeje ser um investidor especial e que queira contar com a minha ajuda para alcançar esse objetivo.

Para isso só precisa de subscrever o Borja on Stocks e será muito bem-vindo!

Obrigado pela atenção,

César Borja

Disclaimer

Esta publicação é para efeitos meramente informativos e educacionais e não deverá ser entendida como uma recomendação para comprar ou vender ações.

Se entender esta publicação como uma recomendação, tenha em conta que ela é generalista e poderá não ser adequada ao seu perfil de risco, que é único. A sua situação financeira individual não foi tida em consideração pelo Autor da análise, que desconhece o perfil de risco e objetivos de cada um Subscritores do Borja on Stocks.

Se necessitar de conselhos financeiros personalizados, procure sempre os serviços de um profissional devidamente credenciado e autorizado pela CMVM.

O Borja on Stocks e a sua Equipa não assumem qualquer responsabilidade por eventuais perdas ou ganhos resultantes da informação obtida nesta publicação.

Esta publicação é propriedade intelectual de BBTOP20 – Produção de Conteúdos, Lda e destinada apenas aos Subscritores do site Borja on Stocks. As informações e opiniões contidas nesta publicação são confidenciais. É proibida a sua transmissão ou difusão, em todo ou em parte, sem autorização expressa.

Consulte o Disclaimer completo do Borja on Stocks.

Artigos Relacionados

Padroes das Acoes que sobem 1000 mockup

Ebook grátis

Qual é a probabilidade de uma ação valorizar 1000%, ou seja, ser uma 10-bagger? Descubra no ebook.

Bem-vindo de volta!

Recupere a sua palavra-passe

Por favor, insira o seu nome de utilizador ou email para redefinir a sua palavra-passe.

Iniciar sessão